Competição Internacional

Solenidade encerra a nona edição da IESO com premiação aos melhores classificados da competição
A cerimônia foi realizada no domingo, 20/09, em Poços de Caldas. Estudante da Coreia do Sul alcançou a maior nota

No domingo, 20 de setembro, o Instituto Federal do Sul de Minas (IFSULDEMINAS) teve a honra de premiar os vencedores da nona edição da Olimpíada Internacional de Ciências da Terra (International Earth Science Olympiad – IESO, na sigla em inglês), promovida pela International Geoscience Education Organization (IGEO) e realizada durante uma semana, na cidade de Poços de Caldas. Em clima de festa, a cerimônia de encerramento aconteceu no Palace Casino, durante a manhã.

O presidente da International Geoscience Education Organization (IGEO), organizadora da olimpíada, o pesquisador Rajasekhariah Shankar, disse ter ficado impressionado com a hospitalidade e recepção dos brasileiros e agradeceu a realização do evento, por toda a estrutura e mobilização do IFSULDEMINAS. “O evento foi muito organizado, muitas pessoas se empenharam para que ele acontecesse. Foi um grande sucesso, houve muita confiança e responsabilidade de todos que trabalharam na organização”, disse.

Nas palavras do reitor do IFSULDEMINAS e anfitrião do evento, professor Marcelo Bregagnoli, “a sensação é a de dever cumprido, o Brasil e especificamente a instituição provaram que qualquer desafio é pouco, pela organização desse evento, pela avaliação positiva do presidente da IGEO, Rajasekhariah Shankar, sobre a realização da olimpíada.Tudo foi impecável, a visibilidade da instituição foi muito elevada, mostrando sua capacidade de organização”.

Para o coordenador geral de Planejamento e Gestão da Rede Federal e representante do Ministério da Educação, Nilton Nelio Cometti, eventos como esse são extremamente importantes para a visibilidade do Brasil. “O Ministério da Educação, por meio da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica, tem investido nessa área de competições internacionais, nesse ano já tivemos a Worldskills e, agora, a IESO traz mais uma experiência. Um sucesso de participação, de interações entre os estudantes”, falou.

Uma das responsáveis pela organização da olimpíada, a assistente de administração do IFSULDEMINAS, Cássia Mara Ribeiro de Paiva, apontou como novidade da edição desse ano a premiação por equipe feita por meio de um trófeu entregue às delegações que obtiveram as melhores notas totais, somando-se a nota de todos os participantes de cada equipe. Cássia também falou sobre a importância da competição para os estudantes. "Um dos aspectos mais importante para o evento é certamente essa integração de cultura que a competição promove entre os estudantes das diversas nacionalidades participantes", comentou. Durante a cerimônia, também foi anunciado que o Japão sediará a IESO em 2016.

Entrega das medalhas

Clique para conferir a Relação de medalhistas

Os estudantes de 23 países participaram de testes teóricos e práticos sobre ciências da terra. Nesses últimos dias, eles tiveram a oportunidade de interagir com outras culturas, visitaram diversos lugares e puderam conhecer um pouco mais sobre o Brasil. Os estudantes com as melhores classificações individuais receberam medalhas de bronze, prata e ouro.

Foram convidados o vice-prefeito de Poços de Caldas, Nizar El-Kathib, e o pesquisador da Embrapa, Alfredo Barreto Luiz, para a entrega das medalhas de bronze. O subsecretário de Ensino Superior do Governo do Estado de Minas Gerais, Márcio Rosa Portes, e o Coordenador-geral de Planejamento e Gestão da Rede Federal, Nilton Nelio Cometti, subiram ao palco para a entrega das medalhas de prata. Finalmente, para entregar as medalhas de ouro, foram convidados o professor Marcelo Bregagnoli e o presidente da IGEO, o indiano Rajasekhariah Shankar.

A melhor classificação individual, o grande medalhista de ouro, que obteve a maior nota nas provas, foi o estudante coreano, Seung Wong Jung, que falou sobre a satisfação de receber a premiação. “Estou muito feliz, pois não esperava, já que havia algumas questões muito difíceis de resolver. Acredito que essa medalha é um reconhecimento muito importante para a minha escola e para o meu país”, disse.

A segunda melhor colocação individual ficou por conta de Abdel Hafiz, da Indonésia, e Kai Hung Cheng, de Taiwan. O estudante taiwanês falou sobre as provas dessa competição. "Os testes desse ano foram diferentes das provas anteriores que utilizei para estudar, mesmo assim, os resultados foram satisfatórios. Me preparei bastante para a olimpíada e por isso estou feliz", falou.

O aluno brasileiro Cláudio de Brito da Silva, do Instituto Federal do Espírito Santo, foi um dos estudantes premiados com a medalha de bronze.
Troféus

Os países  classificados com as melhores notas, considerando a média da pontuação geral de todos os integrantes de cada delegação, levou para casa um troféu de cristal, fabricado em Poços de Caldas. Nessa modalidade, ficou em terceiro lugar a equipe da Indonésia, cujo total de pontos foi 52,48; em segundo lugar, a Coreia, com 54,85; e o primeiro lugar, a melhor pontuação total, foi conquistado por Taiwan, com 55,18.

O mentor da equipe de Taiwan, Pai Liam Lin, falou sobre a dedicação dos estudantes. ”Nos preparamos por cerca de um ano para essa prova, os estudantes participaram da seleção nacional e foram convidados para passar uma semana na universidade fazendo um curso intensivo sobre todas as ciências da terra, estávamos bastante confiantes”, disse.

 
Reconhecimento Especial

Aos estudantes mais carismáticos, eleitos pelos monitores que trabalharam durante a olimpíada, foram entregues certificados. Subiram ao palco para receber esse reconhecimento especial os alunos: Lior (Israel), Catie (Estados Unidos), José Pedro (Portugal), Jason (Indonésia) e Druuv (Índia). Nas palavras da simpática estudante dos Estados Unidos, Catie, “essa foi uma das melhores experiências da minha vida, o mais importante de tudo foram os amigos que fiz, adicionei todos no meu Facebook, ainda bem que essa ferramenta existe, pois poderei manter contato com eles”.

 
Premiação do ITFI e ESP

Para a entrega dos certificados às equipes vencedoras do ITFI (Internacional Team Field Investigation) foi convidado o professor da Unicamp e membro do comitê científico da IESO, Roberto Greco. O terceiro lugar foi entregue ao Time B, enquanto o Time J ficou com o segundo lugar e finalmente, o primeiro lugar foi conquistado pelo Time E. Para o ESP (Earth Science Project) foram anunciadas como terceiro lugar o Time B, em segundo lugar ficou o Time A e finalmente em primeiro lugar foi anunciado o Time F.

 
Clique aqui, para acessar a galeria de fotos completa.

Texto e Fotos: Ascom/IFSULDEMINAS

Data:21/09/2015

IMG 4299